Todos os candidatos aprovados deverão apresentar os seguintes documentos

  1. uma cópia legível da Cédula de Identidade
  2. uma cópia legível do Histórico Escolar do Ensino Médio
  3. uma cópia legível do Certificado de Conclusão do Ensino Médio
  4. uma cópia legível da Certidão de Nascimento ou Casamento
  5. uma cópia legível do CPF
  6. uma cópia legível do Título de Eleitor com o comprovante da última votação ou comprovante de quitação com a Justiça Eleitoral (para brasileiros maiores de 18 anos)
  7. um documento que comprove a quitação com o serviço militar obrigatório (para brasileiros do sexo masculino maiores de 18 anos)
  8. uma fotografia 3x4 recente

Os documentos de "a" (cédula de identidade) até "g" (serviço militar obrigatório) deverão ser apresentados em

  • cópia autenticada em cartório; ou
  • cópia simples (desde que apresentado o documento original)

 

 

Candidatos oriundos de Escolas Públicas

Além dos documentos listados anteriormente, os candidatos convocados como oriundos de escola pública deverão apresentar Histórico Escolar que comprove haver cursado o Ensino Médio exclusivamente em escolas públicas ou equivalentes, conforme disposto no item 7.2.1 do Edital de Ingresso.

As informações a seguir foram reproduzidas do Edital de Ingresso, págs. 04-05.

3. DAS VAGAS RESERVADAS PARA CANDIDATOS ORIUNDOS DE ESCOLAS PÚBLICAS

3.1. Em conformidade com a Lei Nº 12.711, de 29/08/2012, regulamentada pelo Decreto Nº 7.824, de 11/10/2012, a UFABC reservará parte de suas vagas por curso de ingresso, por turno e por campus de oferta, para ingresso pelo sistema de cotas. Serão considerados candidatos oriundos de escola pública aqueles que:

  1. tenham cursado o Ensino Médio ou o Ensino Médio Supletivo integralmente em escola pública, sendo consideradas escolas públicas as instituições de ensino de que trata o inciso I do caput do art. 19 da Lei nº 9.394, de 20/12/1996
  2. tenham obtido Certificação de Conclusão do Ensino Médio com base no resultado do Exame Nacional do Ensino Médio – ENEM, de exame nacional para certificação de competências de jovens e adultos ou de exames de certificação de competência ou de avaliação de jovens e adultos realizados pelos sistemas estaduais de ensino. Os candidatos que obtiverem uma destas Certificações estarão aptos a concorrer às vagas reservadas no item 3.1, desde que não tenham cursado em algum momento parte do ensino médio em escolas particulares.

3.1.1. Consideram-se escolas públicas somente aquelas mantidas pelas Administrações Municipal, Estadual ou Federal. As escolas particulares gratuitas, independentemente da pessoa jurídica mantenedora, não se equiparam às escolas públicas.

[...]

3.5. Para efeito deste Processo Seletivo, não serão considerados candidatos oriundos de escolas públicas aqueles que:

  1. já forem detentores de Certificado de Conclusão de Ensino Superior, inclusive de cursos de tecnólogo ou de cursos sequenciais;
  2. foram bolsistas das escolas particulares, ainda que com bolsa integral;
  3. estudaram em escolas mantidas pela iniciativa privada, ainda que gratuitas independentemente da pessoa jurídica mantenedora;
  4. tenham obtido Certificação do ensino médio pelo Enem e não atendam a alínea b do item 3.1 deste edital;
  5. renunciarem, no Sistema de Seleção Unificada do MEC – edição 2017.1 (SiSU 1º semestre de 2017), ao direito de concorrer como candidato oriundo de escola pública.

3.5.1. Candidatos inscritos como oriundos de escola pública que estejam em qualquer das situações descritas nos itens a, b, c e d terão sua solicitação de matrícula recusada.

 

Candidatos oriundos de escolas públicas com renda familiar bruta igual ou inferior a 1,5 (uma vez e meia) salário-mínimo (SM) per capita

Além dos documentos listados anteriormente, os candidatos convocados como oriundos de escolas públicas com renda familiar bruta igual ou inferior a 1,5 (uma vez e meia) salário-mínimo (SM) per capita deverão apresentar os documentos listados a seguir para cada integrante do grupo familiar, incluindo o próprio candidato:

Importante

Apresentar cópia simples dos documentos, inclusive da Carteira de Trabalho (apresentar a cópia e o original)

As Declarações devem ser originais

DOCUMENTO
PARA QUAIS PESSOAS/SITUAÇÃO ONDE CONSEGUIR OBSERVAÇÕES
1. Formulário de Caracterização Familiar Somente o candidato Clique aqui  
2. Documento de Identidade (RG) Todas as pessoas do grupo familiar   Como documento de identificação também serão aceitos CNH, Carteiras Funcionais (OAB, CREA etc.) ou Certidão de Nascimento, para os menores de 16 anos que não possuam Documento de Identidade (RG)
3. Cadastro de Pessoa Física (CPF) Todas as pessoas do grupo familiar a partir de 16 anos

Caso tenha sido perdido, a 2ª via pode ser retirada online

A apresentação não é necessária caso o número conste no Documento de Identidade (RG)
4. Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) (ORIGINAL + Cópia simples) Todas as pessoas do grupo familiar a partir de 16 anos - obrigatório inclusive para funcionários públicos, empresários, autônomos, desempregados, aposentados ou aqueles que nunca tiveram registro na carteira Orientações para emissão Apresentar págs. da foto, dos dados pessoais (qualificação civil), do último contrato de trabalho assinado e da próxima pág. em branco. Caso não haja registros, comprovar com as 02 primeiras págs. de contrato de trabalho em branco. Caso o documento tenha sido perdido ou roubado deverá ser apresentado o Boletim de Ocorrência. Caso apresente apenas a 2ª via em branco é necessário apresentar a cópia da 1ª via, conforme especificação das páginas
5. Extrato atualizado de Vínculos e Contribuições Previdenciárias (CNIS) disponibilizado pela Previdência Social Todas as pessoas do grupo familiar que exercem ou já exerceram atividade remunerada Orientações Correntista Caixa Econômica Federal ou Banco do Brasil: este documento pode ser impresso nos terminais de autoatendimento (caixas eletrônicos)
6. Certidão de óbito Candidato com algum membro do grupo familiar falecido   Grupo familiar refere-se às pessoas que convivam sob o mesmo teto
7. Certidão de casamento com sentença completa de divórcio Candidato com pais divorciados   Em caso de separação não legalizada, apresentar comprovante de endereço em nome de ambos os pais e declaração de separação (Modelo VII)
8. Comprovante de Residência Deve estar em nome de um dos responsáveis da família   O documento deve constar endereço do imóvel completo e legível. Em casos em que o aluno resida com outros parentes, além dos pais e dos irmãos, também deverá apresentar cópia legível do comprovante de residência destes
9. Declaração completa do Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF), acompanhada do recibo de entrega, Ano Calendário 2015/ Exercício 2016) Todas as pessoas do grupo familiar que realizaram a declaração do último exercício   Obrigatório inclusive para os casos em que a declaração de imposto de renda não gerou imposto a pagar ou a restituir. Havendo Declaração Retificadora, deverá ser apresentada a Declaração original, bem como um documento que relate o porquê da retificação
10. Declaração - Termo de Autenticidade Todas as pessoas do grupo familiar que realizaram a entrega da Declaração de Imposto de Renda Clique aqui (Modelo II)  
11. Comprovante de situação de inexistência de declaração de Imposto de Renda de Pessoa Física (IRPF) - Ano Calendário 2015/Exercício 2016 Todas as pessoas do grupo familiar, a partir de 16 anos, que não realizaram a declaração de imposto de renda - Ano Calendário 2015/Exercício 2016 Clique aqui O documento deverá apresentar a situação "Sua declaração não consta na base de dados da Receita Federal". Qualquer outra situação indica que a pessoa foi declarante de imposto de renda e esta deve ser apresentada, seguindo as orientações do item 9 e 10
12. Contracheque dos meses de outubro, novembro e dezembro de 2016 Todas as pessoas do grupo familiar, que receberam remuneração de trabalho assalariado, nos meses de outubro, novembro e dezembro de 2016   Para os Assalariados, inclusive servidores públicos, para cada emprego ou cargo com que tiver vínculo
13. Extrato de pagamento de benefício previdenciário referente ao mês de dezembro de 2016 Todas as pessoas do grupo familiar beneficiários da previdência social (aposentadoria, auxílio-doença, auxílio-acidente, amparo social ao idoso/ pessoa com deficiência - BPC LOAS) Clique aqui Não serão aceitos extratos de contas com movimentações bancárias especificando o valor do benefício
14. Comprovante de pagamento de aposentadoria, referente ao mês de dez de 2016, quando esta é realizada por outros órgãos além da Previdência Social Todas as pessoas do grupo familiar com rendimentos de Previdência Privada/Complementar ou de regimes próprios (Ex.: servidores públicos aposentados) Verifique com o órgão responsável pelo pagamento  
15. Declaração de Rendimento além do benefício previdenciário Membros do grupo familiar que recebem algum benefício previdenciário

Clique aqui
(Modelo VI)

 
16. Declaração do empregador informando renda bruta dos meses de outubro, novembro e dezembro de 2016 Todas as pessoas do grupo familiar que receberam remuneração como trabalhador doméstico nos meses de out, nov e dez de 2016 e que não possuem contracheque    
17. Declaração de Atividade Informal Todas as pessoas do grupo familiar que exercem atividade informal (sem registro em carteira e/ou vínculo empregatício) Clique aqui
(Modelo I)
Atividade Informal não deve ser confundida com Trabalho Autônomo
18. Registro de Pagamento de Autônomo (R.P.A) Todas as pessoas do grupo familiar que receberam remuneração de trabalho autônomo nos meses de out, nov e dez de 2016   Caso o autônomo possua Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) deverão ser apresentados os documentos constantes dos itens 23 a 26 desta tabela. Trabalho Autônomo não deve ser confundido com Atividade Informal
19. Contrato de estágio/bolsa acadêmica ou declaração da instituição de ensino/empresa, informando o valor mensal da remuneração Todas as pessoas do grupo familiar que receberam remuneração de estágio ou de bolsa acadêmica nos meses de out, nov e dez de 2016    
20. Declaração de rendimentos de aluguel Todos os imóveis de propriedade dos membros do grupo familiar além da moradia, que geraram rendimentos de aluguel nos meses de out, nov e dez de 2016 Clique aqui
(Modelo IV)
A declaração deve ser assinada pelo proprietário do imóvel. Caso o imóvel não esteja alugado indicar 0 (zero) como valor recebido
21. Declaração de recebimento de pensão

Candidato com pai e/ou mãe falecidos ou divorciados

Membros do grupo Familiar divorciados

Membros do grupo familiar, com filhos menores de 18 anos, cujo pai/mãe do menor não faça parte do grupo

Clique aqui
(Modelo III)
Deverá ser emitida uma declaração para cada membro do grupo familiar na situação descrita. Caso não receba pensão indicar 0 (zero) como valor recebido
22. Declaração de ausência de rendimentos Todas as pessoas do grupo familiar maiores de 16 anos sem nenhum rendimento nos meses de out, nov e dez de 2016 ou que nunca exerceram atividade remunerada Clique aqui
(Modelo V)
 
23. Contrato Social Empresários e microempresários   Trazer juntamente com a cópia do Contrato as alterações que possam ter ocorrido neste
24. Declaração Comprobatória de Percepção de Rendimentos (DECORE), referente à renda dos meses de outubro, novembro e dezembro de 2016 Todas as pessoas do grupo familiar com Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) Contador devidamente registrado em Conselho de Classe Somente será aceita a DECORE conforme Resolução CFC nº 1.364/2011. No documento devem constar os rendimentos referentes à retirada de pró-labore e distribuição de lucros (rendimentos tributáveis e não tributáveis)
25. Declaração de Imposto de Renda de Pessoa Jurídica (DIPJ) do último ano (Ano Calendário 2015/Exercício 2016) ou Declaração de Imposto de Renda de Pessoa Jurídica de Renda Simplificada entregue pelas empresas tributadas pelo SIMPLES NACIONAL (DEFIS) ou Declaração Anual do Simples Nacional do Microempreendedor Individual (DASN-SIMEI) Todas as pessoas do grupo familiar com Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ)  

Obrigatório inclusive para empresa ativa que esteve em inatividade no ano de 2016. Nesse caso deverá ser apresentada a declaração de inatividade

Obrigatório inclusive para pessoa jurídica na qualidade de microempreendedor

Caso a empresa esteja inativa: apresentar Declaração de Inatividade gerada pelo site da receita federal, ou declaração de contador devidamente credenciado em seu conselho de classe, explicando a situação da empresa

26. Cópia da GFIP (Guia de Recolhimento do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço e Informações à Previdência Social), compreendendo o conjunto de informações destinadas ao FGTS e à Previdência Social dos meses de out, nov e dez de 2016 Todas as pessoas do grupo familiar com Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) Contador devidamente registrado em Conselho de Classe  

Confira se você possui toda a documentação comprobatória de renda!

Planilha de check-list da documentação comprobatória de renda

 

 

Documentos - Pessoas com Deficiência (PcD)

As informações a seguir foram reproduzidas do Edital de Ingresso, págs. 15-17.

7.3. INSTRUÇÕES COMPLEMENTARES PARA MATRÍCULA DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA (PCD)

7.3.1. Será constituída Comissão de Acessibilidade composta por profissionais tais como: médicos, assistentes sociais, psicólogos, pedagogos, fisioterapeutas, fonoaudiólogo e terapeutas ocupacionais, a fim de dirimir dúvidas relacionadas à documentação apresentada e de entrevistar os candidatos às vagas reservadas para as PcD, conforme Resolução ConsUni nº 121, de 30/09/2013.

A Comissão de Acessibilidade será responsável por atestar a conformidade e aprovar ou não o preenchimento das vagas reservadas para Pessoas com Deficiência (PcD) e por indicar estes candidatos para a Comissão de Homologação descrita no item 7.1.1

7.3.1.1. É de inteira responsabilidade do candidato a verificação, no momento da escolha desta modalidade de concorrência, do atendimento aos critérios exigidos para concorrer a vagas destinadas a Pessoas com Deficiência (PcD), conforme a Resolução ConsUni nº 121, de 30/09/2013 [...].

7.3.2. Além da documentação relacionada no item 6.1., todos os candidatos convocados para a matrícula em vaga reservada para Pessoa com Deficiência (PcD), deverão apresentar um laudo médico comprobatório (documento original ou cópia autenticada), emitido nos últimos 12 (doze) meses, que indique o tipo, o grau ou o nível de deficiência que acomete o candidato, com expressa referência ao código correspondente à Classificação Internacional de Doenças (CID-10) da Organização Mundial de Saúde (OMS).

7.3.3. O laudo Médico comprobatório deverá conter em seu parecer as seguintes especificidades:

Deficiência física: Tipo de alteração: completa ou parcial de um ou mais segmentos do corpo humano que acarrete o comprometimento da função física e Modo de apresentação tais como: paraplegia, paraparesia, monoplegia, monoparesia, tetraplegia, tetraparesia, triplegia, triparesia, hemiplegia, hemiparesia, ostomia, amputação ou ausência de membro, paralisia cerebral, nanismo, membros com deformidade congênita ou adquirida, dentre outros.

Deficiência auditiva: Tipo de perda: bilateral, parcial ou total e quantidade de decibéis (dB) nas frequências de 500Hz, 1.000Hz, 2.000Hz e 3.000Hz;

Deficiência visual: Tipo de deficiência: cegueira ou baixa visão e nos casos de baixa visão, quantidade da acuidade visual no melhor olho ou com a melhor correção óptica e a somatória da medida do campo visual em ambos os olhos;

Deficiência múltipla: as características de cada uma das deficiências que se associam de acordo com os itens acima.

7.3.4. A UFABC poderá, a seu critério, entrevistar os candidatos a fim de esclarecer (dirimir) dúvidas relacionadas à documentação apresentada, aprovar ou não o preenchimento da vaga e em caso de aprovação, iniciar o processo de acolhimento pensando sua permanência e adequação de suas necessidades.

7.3.4.1. Na entrevista, poderá ser utilizada a Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF) para a realização da análise e a certificação documental com vistas ao ingresso do candidato.

7.3.5. Caso o candidato tenha sua solicitação de ocupação de vaga na modalidade Pessoa com Deficiência (PcD) indeferida pela Comissão indicada no item 7.3.1., esta poderá, a seu critério, emitir parecer favorável à que este candidato continue concorrendo a vaga na modalidade Ampla Concorrência.

 

 

Matrículas por Procuração

Em caso de impedimento do candidato de efetuar sua matrícula, a mesma poderá ser realizada por meio de Procuração, conforme os modelos a seguir

Procedimento válido para todas as modalidades de concorrência

Bacharelado em Ciência & Tecnologia (BC&T)

Bacharelado em Ciências & Humanidades (BC&H)

 

voltar